HD sobre coaxial em CCTV

Faz já alguns anos que o HD, alta definição a partir de 720p, sobre cabo coaxial é uma realidade no dia a dia da videovigilância; espera-se que 90% das câmaras sobre coaxial sejam HD até 2018.

Iniciou-se como uma alternativa acessível e simples às câmaras e videogravadores IP, permitindo reutilizar as extensões de cabo coaxial do vídeo analógico convencional ou CVBS, atualmente em extinção, e incorporando vantagens como a telemetria, controlo PTZ e acesso a menu, sobre o mesmo cabo coaxial. Tudo isto com comprimentos muito superiores aos 100 m do padrão em Ethernet com cabo UTP para IP e sem latência notável.

cabecera coaxial

Evoluindo e adaptando standards do mundo da produção de vídeo como HD-SDI, na atualidade são três as principais tecnologias HD:

  • HDCVI (High Definition Composite Video Interface), um dos primeiros a surgir, embora exclusivo inicialmente do fabricante Dahua, com ampla presença na Europa e América.
  • HDTVI (High Definition Transport Video Interface), lançado pouco tempo depois, melhorando o existente e com o apoio e a experiência de mais de 100 fabricantes, com líderes como Hikvision, TVT ou Safire, com presença mundial, especialmente na Europa.
  • AHD (Analog High Definition), de criação posterior e com qualidade em geral menos apurada, mais estendido nalgumas zonas da Ásia.

O HD sobre coaxial alavancou com os sensores de 2 megapixéis e 1080p, a resolução FullHD, considerada básica em todo televisor e a ampliação das distâncias de transmissão para mais de 500 m, permitindo o uso de baluns, transcetores de coaxial a UTP, específicos para HD.

5n1

Sem ainda a confirmação do standard que será mantido no futuro, similar ao que ocorreu nos gravadores de DVD, em que houve DVD+R e DVR-R e em que finalmente todos terminaram como DVD±R; no HD sobre coaxial primeiramente foram as câmaras que adquiriram a capacidade 4 em 1, ou seja, HDTVI, HDCVI, AHD e CVBS numa mesma câmara. Podendo comutá-las à tecnologia do videogravador, DVR, ao instalá-las, sem aumento de custos, facilitando a substituição e armazenagem de stock de câmaras. Além disso, há alguns meses foram lançados os videogravadores 5 em 1, aos quais pode-se conectar câmaras HDCVI, HDTVI, AHD e CVBS sobre coaxial e câmaras IP, permitindo usar basicamente qualquer câmara já existente ou as últimas e potentes novidades.

Esta capacidade 5 em 1 veio acompanhada da versão 3.0 das tecnologias HD sobre coaxial, que aumentou o comprimento do cabo até aos 1000 m para vídeo, permitindo a alimentação sobre cabo coaxial (PoC, Power Over Coaxial) e a transmissão das resoluções de sensores de 3, 4 e 5 megapixéis, superando o FullHD, bastante superior a muitas câmaras IP.

modelos disponibles

Por fim, pode-se afirmar que o futuro já é presente com as versões 4.0 de HDTVI e HDCVI, já em provas e disponíveis no outono desse ano, que, coincidindo com o 4K (4 vezes 1080p), cada vez mais comum e acessível em ecrãs e monitores, permitem transportar resoluções de 8 Mp, aumentando as distâncias de transmissão de vídeo sobre coaxial para mais de um quilómetro.

5n1

Sem dúvidas, o HD sobre coaxial significa a revolução do CCTV, sendo que ainda está em marcha, permitindo a atualização de instalações existentes, dotando-as da mais moderna tecnologia, distâncias de cabo antes inimagináveis, sem preocupações sobre a tecnologia a escolher graças aos dispositivos com todos os standards em um e, principalmente, com a simplicidade que implica o uso profissional do cabo coaxial.